Quanto custa viajar para a Argentina? Preços reais para 31 dias

23 comments

"Não tenho dinheiro para viajar".

Essa é, sem dúvida alguma, a maior desculpa que as pessoas usam para não sair do lugar, não deixar seus lares rumo ao desconhecido.

O problema é que muitas vezes a gente ainda relaciona viagens com idas a Paris e hospedagens em hotéis confortáveis, com café da manhã completo incluído. Mas por sorte, hoje em dia você não precisa de mais nada disso para viajar.

É possível viajar barato e sem precisar passar muitas dificuldades - e pasme, pode ser mais barato viajar do que morar na sua cidade!

Como recém completei 31 dias passeando pela Argentina, resolvi fazer um detalhamento geral dos meus gastos. Com esse artigo, espero mostrar para você que todo o lance de "viajar é caro" nem sempre é verdade.


Quanto custa viajar para a Argentina?

Veja abaixo todos os meus gastos, com detalhamentos e preços reais (maio e junho de 2016), divididos em hospedagem, alimentação, transporte, bebidas e entretenimento.

O câmbio utilizado para todas as conversões aqui será o que eu paguei em Florianópolis antes de viajar: 1 real para 3,84 pesos argentinos. 

Hospedagem

Para economizar com estadia e ter mais contato com nativos, muita gente prefere ficar de graça na casa de outras pessoas através do Couchsurfing. Eu já usei esta alternativa no passado, mas no presente prefiro escolher opções mais seguras - não em termos de ser roubado, mas sim de ter garantia de uma internet estável, um quarto limpo, privacidade, etc. Não usar o Couchsurfing envolve custos. Entre as opções mais baratas (dividir quarto com várias pessoas em hostels) e as mais caras (quartos de hotéis), decidi alugar apartamentos ou quartos pelo AirBnb.

O AirBnb é uma plataforma onde você aluga direto com o dono, tanto casas e apartamentos inteiros quanto quartos para ficar. A plataforma fornece algumas garantias, tanto para quem paga quanto para quem recebe.

Antes de sair do Brasil, deixei alugado um quarto privado em Buenos Aires por 46 reais a diária, incluindo taxas do site e taxa de limpeza. Nesta reserva, também usei um crédito de 70 reais que tinha recebido do AirBnb.

Se você se cadastrar no AirBnb por esse meu link aqui, nós dois ganhamos uns 70 reais em crédito no site quando você fizer sua primeira reserva. Se tiver pensando em ir viajar, vale a pena :)

Conforme criei intimidade com a anfitriã, estendi a estadia por mais uma semana através de um acordo verbal (sem envolver o AirBnb), com cada noite saindo por 200 pesos (R$ 52).

Depois de 14 dias nesse quarto, eu e minha esposa buscamos um pouco mais de privacidade e alugamos, também pelo AirBnb, um pequeno estúdio (apartamento de cômodo único + cozinha + banheiro) por 74 reais por noite, incluindo os custos adicionais do site. O preço um pouco maior se justificou pela maior privacidade e pela localização a 4 quadras da principal praça da cidade. Mas não há como pagar muito menos que isso em um apartamento decente em Buenos Aires.

Saindo de lá, fui para Rosário e decidi usar o Couchsurfing. As opções de hospedagem estavam muito caras e o CS também se mostrou uma ótima oportunidade para eu praticar meu espanhol, que precisava (e continua precisando) ser afinado. Pelo CS, naturalmente não gastei nada na minha estadia de 3 noites.

em Córdoba, aluguei de novo pelo AirBnb um apartamento inteiro só pra mim e pra patroa. Pagamos 265 pesos (69 reais) por noite em um estúdio um pouco maior que todas as outras hospedagens em que ficamos.


Resumo:
  • Quarto em Buenos Aires: 46 x 7 noites + 52 x 7 noites = 686 reais
  • Apartamento em Buenos Aires: 74 x 11 noites = 814 reais
  • Couchsurfing em Rosário: 0 x 3 noites = sem custo.
  • Apartamento em Córdoba: 69 x 3 noites = 207 reais

Total em hospedagem: 1707 reais, média de 55 reais por noite. Porém, divido os gastos com a patroa (uma grande vantagem de não viajar sozinho). Por isso, meu custo total com hospedagem para 1 mês viajando na Argentina foi de metade desse valor: 853,5 reais.

Quanto Custa Viajar para Argentina Hospedagem
Meu 2º ap em Buenos Aires ficava nessa rua estilosa, a 4 quadras do centro (bem centro) da cidade


Alimentação

Dependendo dos seus hábitos alimentares, esse pode ser, ao invés da hospedagem, o maior buraco negro sugador de dinheiro do seu bolso.

Aqui na Argentina, principalmente em Buenos Aires, é comum gastar de 80 a 100 pesos (~20 a 25 reais) para comer na rua em restaurantes mais baratos. Eu não gastava isso em uma refeição em Florianópolis mas nunca, nunca mesmo. Por achar caro comer na rua, mantive meus hábitos do Brasil de cozinhar muito em casa. Assim, meus gastos com comida precisam ser analisados com cuidado: eu economizei MUITO deixando de comer fora.

Entre compras no supermercado e idas à feira, gastei 918 pesos (239 reais) em comida. Nas poucas saídas pra comer na rua, sumiram do meu bolso 680 pesos (177 reais).


Resumo:
  • Supermercado + feira: 239 reais
  • Restaurantes: 177 reais
Meu custo total, comendo por 1 mês na Argentina, foi de 416 reais.

Quanto custa viajar para Argentina alimentação
Essa tortinha de limão não me deixa mentir: passei longe de comer mal

Transporte

O transporte público em Buenos Aires, onde fiquei a maior parte do tempo, é subsidiado e acaba saindo muito barato. As passagens de ônibus e metrô ficam na faixa de 4,5 a 6,5 pesos (1,2 a 1,7 reais).

Além de andar bastante de metrô pra lá e pra cá, tive gastos altos de 200 pesos (52 reais) no trem de Buenos Aires para Rosário e de 410 pesos (107 reais) no ônibus de Rosário para Córdoba.


Resumo:
  • Ônibus municipal + metrô: 70 reais
  • Trem Buenos Aires-Rosário: 52 reais
  • Ônibus Rosário-Córdoba: 107 reais

Meu custo total de transporte por 1 mês na Argentina foi de 229 reais.*

*Omiti a passagem aérea Brasil-Argentina por dois motivos: a) a intenção é mostrar os custos locais apenas; b) jogar o preço da passagem todo em um mês, sendo que vou viajar por três, seria uma aberração contábil da minha parte. De qualquer forma, fica de curiosidade o preço da minha passagem ida e volta Floripa-Buenos Aires: R$ 973,97.

Quanto Custa Viajar para Argentina Transporte
A simpática estação de trem Retiro, em Buenos Aires


Bebidas

O vinho argentino é muito barato. É possível comprar garrafas de qualidade bem decente (para um não entendedor) pelo equivalente a uns 8 reais. O litrão de cerveja Quilmes ou Brahma também sai mais ou menos o mesmo preço. Não bebi tanto, mas certamente beber por aqui é a parte mais econômica.


Resumo:
  • 6 garrafas de vinho: 120 pesos (31 reais)
  • Barzinho: 90 pesos (24 reais)

Meu custo total bebendo por 1 mês na Argentina foi de 55 reais.

Quanto Custa Viajar para Argentina Bebidas
Um pouco de cada no bar Esquina Libertad, em Buenos Aires


Entretenimento

Apesar de eu preferir turismo gratuito, é natural ter que pagar para entrar em alguns lugares, ou comprar ingressos para atrações que você quer muito ver na cidade. Nada foi lá muito caro:


Resumo:
  • Aula de tango: 90 pesos (24 reais)
  • Tour pelo Estádio Monumental de Núñez: 150 pesos (39 reais)
  • Gorjetas naqueles 'Free' Walking Tours: 2x, 50 pesos cada (26 reais ao todo)
  • Cinema de filmes locais: 8 pesos (acredite, 2 reais)
  • Bandinha no metrô: 5 pesos (~1 real)

Meu custo total me entretendo por 1 mês na Argentina foi de 69 reais.



Custo total

Hospedagem: 853,5
Alimentação: 416
Transporte: 229
Bebida: 55
Entretenimento: 69
Outros: 9

Total: R$ 1.631,5

Eu gastava de 1.000 a 1.700 reais por mês para viver em Floripa, com dois poréns: 1) eu morava de favor, então pagava contas e meus custos, mas não aluguel, o que aumentaria o meu custo mensal; 2) Florianópolis ainda é uma cidade relativamente barata, então os custos certamente seriam maiores caso eu morasse em São Paulo ou no Rio.

Em outras palavras, morando na minha cidade houve meses em que eu gastei mais pra viver do que passeando por 1 mês na Argentina.

Faça as contas de quanto você gasta por mês e compare. Acredito que em muitos casos a conclusão será de cair o queixo: o quanto custa viajar para a Argentina é mais barato do que viver na sua cidade.

Estou conhecendo lugares incríveis, sentindo uma alegria e uma leveza que estavam devagarinho sumindo do meu corpo e ainda por cima desenvolvendo meu espanhol, que se bem aprendido será uma habilidade útil pra vida inteira.

Quanto custa viajar para Argentina


Viajar pode ser bem barato - e um baita de um negócio. Se seu sonho de ir pros EUA ou pra Paris sai muito caro, considere opções mais baratas. Escolha a América do Sul e desenvolva seu espanhol, ou abra sua cabeça para uma mudança radical de vida e se jogue na China ou na Tailândia.

Viajar enriquece a mente e aquece a alma.

O importante é não ficar parado.

--

Interessado em ir para a Argentina? Então acompanhe um pouco dos vídeos que gravei por lá! É só clicar no player abaixo ;)



23 comentários:

  1. Nossa que legal muitas dicas e eu pensando que era muito caro ir para Argentina, ano que vem vamos à Buenos Aires e adorei essas dicas, em relação a comida, realmente é onde pecamos e os gastos se vão, temos que experimentar novidades, mas se nos apegarmos a jantar fora todos os dias o dinheiro se vai mesmo, belo post parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim é fácil pois estou acostumado a cozinhar muito e dar um jeitinho de usar qualquer cozinha que me aparece pela frente, mas a comida pode sair caro mesmo. Muito obrigado pelo comentário, Sarah! ;)

      Excluir
  2. Boa tarde Pedro.
    Essa cotação que você conseguiu em Floripa foi muito boa ou é impressão minha?
    Consultei a cotação do Banco Nacional da Argentina, que tem um guichê no próprio aeroporto e a cotação está 360 para compra, ou seja 1 real por 3,60 pesos.

    http://www.bna.com.ar/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, consegui uma cotação bem boa mesmo! A maioria das casas estava oferecendo 3,60..

      Excluir
  3. Poxa Pedro, obrigado pela dica! Foi muito preciosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, eu é que agradeço por você passar aqui no blog! ;)

      Excluir
  4. Bom, acredito que seja mais barato, porém há coisas que não da pra comparar, eu já "sou uma família" tenho meus móveis, animais de estimação ... uma viagem seria um gasto a mais :) o que não deixa de ser algo válido, a mensagem que vc me passou é que as coisas podem ser bem mais viáveis do que imaginamos.


    Acho muito válido viajar, fiquei há uns tempos 15 dias em los angeles e afins ... e descobri que no MEU caso, de nada vale a viagem, por mais enrriquecedora que seja , se eu não estiver junto de alguém que eu goste bastante. Mas por mais que estivesse conhecendo lugares legais e tal, fiquei contando os dias pra voltar... acho que o que realmente importa é a viagem ter um significado para vc .... seja enrriquecimento pessoal, ou disfrutar de alguma boa companhia ou qualquer coisa :)

    E realmente o que importa é não ficar parado, mesmo que esteja parado ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato a conclusão do post não é a mesma para todo mundo. Tem gente que tem propriedade, família e outras coisas que não só dificultam as viagens como as tornam mais caras. Tem gente também que ainda mora com os pais, por exemplo, então não gasta nada pra ficar em casa, mas gastaria para viajar. De qualquer forma é legal ressasltar que viajar pode ser barato, sempre vale a pena fazer os cálculos.

      Viajar sozinho pra mim também não foi tão bom, não consegui aproveitar da forma como queria. Até escrevi um post só sobre isso recentemente.

      Muito obrigado por passar por aqui e comentar, Bia! Sempre conta muito! ;)

      Excluir
  5. Oi, eu nao li o artigo todo direito, pois estou no trabalho, mas vou ser direto, tenho 10 mil reais agora no bolso, nao tenho passagens, hotel, nada, quero começar do zero. Quanto sairia pra novembro? Acha q para passar 15 dias esses 10 mil reais para 2 pessoas sao suficientes já incluso tudo? Eu tenho medo, pois é o maximo q poderei gastar. Quero ir pra conhecer cidade, comprar poucas coisas e comer, nao sou chique, so quero comer coisas diferentes, sem luxo. Muito obrigado!! Meu email é: eltonaxl@hotmail.com
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei o artigo, irei no final de setembro e já paguei as passagens e hospedagem em hotel na Balvanera então levo dinheiro para comida, lazer e comprinhas. E o cartão com limite baixl somente para emergências. Adorei as dicas, com certeza passarei em supermercado para ter comidinhas no quarto. Obrigada pelas dicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! Eu que agradeço pelo seu comentário, espero que aproveite bastante a tua viagem! Qualquer coisa é só dar um toque por aqui :)))

      Excluir
  7. Nossa Pedro que legal suas dicas.. estou com viagem marcada para Córdoba em julho! Obrigada por compartilhar, vai me ajudar na programação financeira. Valeu.
    Jéssica Alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica, eu que agradeço por comentar por aqui. Espero que sua viagem seja incrível!

      Excluir
  8. Mto legal seu vídeo.. estou vendo possibilidade de viajar enquanto estiver em Córdoba para praia las grutas.. mto lindo aí em Mendoza me senti tentada a conhecer também. Continue fazendo vídeos, foi mto boa a sua edição. Valeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Jessica! Mendoza é uma das cidades mais bacanas que visitei, se você tiver tempo e recursos, certamente vale a pena passar por lá! Boa viagem :))

      Excluir
  9. Relacionado ao Sul da Argentina como exemplo Río Grande os gastos são similares?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Antonio! Infelizmente não estive em Rio Grande, por isso não saberia dizer.

      Excluir
  10. Oi, Pedro.. legal seu post! Estou indo à Buenos Aires este mês, mas ficarei hospedada em hotel.. como não vai ter onde cozinhar, terei que gastar com comida! rsrs... você tem dicas de restaurantes baratos/preço bacana em buenos aires? Pesquisei que tem alguns por kilo com preço bom, mas não sei exatamente onde ficam. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica, espero que não seja muito tarde para responder teu comentário! Eu realmente não comi muito fora para poder te recomendar diversos restaurantes, mas ali pelo centro recomendo fortemente o Konu. No almoço tem buffet e de tarde rolam lanches, tortas, pizzas e tal. É uma delícia e o preço é bem acessível!

      Excluir
  11. Oi Pedro! Vou pra Córdoba em dezembro, vou passar 43 dias em intercambio voluntario, vou ter hospedagem em host, então só preciso me preocupar com a alimentação que não esta incluso. Estou querendo levar R$ 1.500 que são quase 8mil pesos, vc acha que consigo comer tranquilo com essa grana nesses 43 dias?
    Ainda da pra fazer alguns passeios ? Carla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla, tudo certo? Que legal a sua viagem! Eu sou bem simples para comer e raramente vou a restaurantes, prefiro sempre cozinhar em casa. Então pra mim tenho certeza que 1.500 daria e sobraria muito para fazer alguns passeios sim.

      Excluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Olá Pedro. Eu e minha esposa estamos pensando em ir no ano que vem, propriamente em Julho. Ficaremos uma semana. Quanto você acha que devemos Levar ?

    ResponderExcluir

Seu feedback é muito importante pra mim! Me diz aí o que você achou :))

2Bits. Tecnologia do Blogger.