Quanto custa morar em Berlim? Custo de vida detalhado

Leave a Comment

Quanto custa morar em Berlim


Eu tinha certeza que queria morar na Europa, mas não tinha ideia de quanto isso ia custar. Queria tirar minha cidadania italiana e até aí planejei tudo direitinho. Depois, com a cidadania na mão, não tinha mais planos e deixei a vida me levar.

Vim parar em Berlim e percebi que muitos brasileiros sonham ou ao menos consideram vir morar aqui. (Pra ser sincero, a cidade tá lotada de brasileiros.) Mas pra quem pensa em vir pra essas bandas, fica a dúvida: quanto custa morar em Berlim?

Quando eu pesquisei, encontrei diversas estimativas na internet, tanto de gente que vive com o mínimo quanto de gente com padrão de vida bem maior que o meu. Mas nenhuma dessas estimativas estava bem detalhada, com preços por mês e preços reais de produtos. Nenhuma delas tinha sido escrita por gente que vive mais ou menos como eu, na economia mas sem ser pão duro. Por isso resolvi criar esse post, bem detalhado para você que tem lá no fundo da cabeça a ideia de vir morar em Berlim ou na Europa.

Espero ajudar mostrando que mesmo estando em uma grande capital europeia, o custo de vida é bem acessível.

Vou dividir todos os gastos em categorias e ir dando mais detalhes dentro de cada uma delas. Mas antes de começar, dois pequenos detalhes:

1) Entre as grandes capitais da Europa, Berlim é uma das mais baratas.

2) Converter os preços para real e aí comparar esses valores com os saláriozinhos que muitos de nós ganhamos no Brasil não dá. Isso faz sentido só para quem vem como turista, quem está aqui de passagem. Morando e trabalhando aqui, você estará numa realidade onde o salário mínimo é de 1.500 euros. Então se for pra converter os preços, converta os salários também. (Aliás, não converta não porque dá mais de 5 mil reais de salário mínimo e isso machuca os nossos corações verde-amarelos.)

Sem mais delongas, vamos ao que interessa.


Quanto custa morar em Berlim?

Abaixo estão descritos todos os meus gastos, divididos em hospedagem, alimentação, transporte, bebidas e entretenimento. Me baseei nos meses que morei em tempo integral na cidade: abril, maio, junho, julho e agosto de 2017.

Não converti nada para reais porque o câmbio muda bastante e, como disse, a conversão faz sentido para turistas, não para quem quer mudar em definitivo.

Hospedagem

Quando cheguei aqui fiquei na casa do meu irmão, alugando um quarto com tudo incluso por 300 euros. Esse quarto foi na base da camaradagem, porque não é fácil achar um lugar confortável pra ficar nessa faixa de preço, a não ser que você se afaste muito das áreas mais centrais da cidade. Ouvi diversos colegas dizerem que gastam cerca de 500 a 600 euros com aluguel de quarto em apartamentos compartilhados.

Saindo da casa do meu irmão, não tínhamos pra onde ir e alugamos um apartamento por apenas 1 mês por 560 euros. A localização era fantástica, perto de tudo, mas o apartamento era BEM pequeno. Certamente era um apartamento para uma pessoa onde acabamos morando a dois, eu e a minha esposa. Para se ter uma ideia, o melhor lugar do ap para abrir um varal e secar a roupa era na frente do banheiro. Aí cada vez que eu queria entrar lá precisava me esgueirar pelo canto do varal para conseguir passar. A situação não era ideal, digamos assim.

Saindo desse ap pequeno começamos a procurar por algo que gostássemos mais e estivesse numa faixa de preço aceitável, cerca de 700 ou no máximo 800 euros, mas é muito difícil. Acontece que a cidade é muito baixa. Ainda há muitas casas por aqui e a grande maioria dos prédios é de quase um século atrás, tendo em média uns 4 andares. Isso faz com que a oferta de moradias em Berlim seja bem baixa, enquanto a demanda é muito alta. A consequência? Apartamentos são anunciados num dia e alugados no outro. Proprietários e imobiliárias sequer se preocupam em responder e-mails direito, ou em colocar fotos nos anúncios, porque sabem que mesmo assim vão conseguir alugar sem dificuldades. E aqui se aplica um princípio básico da economia: quando muita gente quer algo escasso, o preço vai nas alturas. O mercado imobiliário em Berlim é extremamente inflacionado. Conheço gente alugando um ap modesto de 2 quartos por 1.250 euros, por exemplo.

Quando cheguei aqui eu queria alugar algo na faixa de 600 euros, no máximo. Tomei um choque de realidade e aumentei esse limite para 700 euros. Depois 800. Depois 900. E só nessa faixa dos 900 que fui encontrar um apartamento para morar. Ele era todo espaçoso, tinha o quarto separado da sala e uma cozinha moderníssima, mas ficava dentro de um prédio bizarrão que dava medo de morar. Contei essa história com detalhes aqui.

Lá fiquei 4 meses, com tudo incluso nesses 900 euros do aluguel. Vale lembrar que aqui é padrão você ter que deixar o valor de 1 a 3 aluguéis como "depósito de segurança" (caução) com o proprietário ou agência. Quando entramos neste apartamento tivemos que pagar o primeiro mês adiantado e mais um caução de 900 euros, que foram devolvidos quando entregamos o ap sem danos ou prejuízos.

Saindo desse apartamento de 900 euros, encontramos outro por 910 euros e assinamos um contrato por 6 meses. O valor é quase o mesmo, mas o imóvel é bem maior - e fica num condomínio normal com pessoas comuns, o que aprendi na marra que sim, isso é uma grande vantagem. Como de costume, tivemos que deixar uma quantia (1.500 euros) de caução com a proprietária.

Lembrando que isso tudo eu aluguei dividindo com a minha esposa. Então no fim das contas um aluguel de 900 euros sai por 450 euros pra mim, o que na realidade de Berlim é um ótimo valor para viver com privacidade e uma boa dose de conforto.


Resumo da hospedagem em Berlim:
  • Quarto (preço camarada) = €300
  • Apartamento minúsculo = €560
  • Apartamento amplo com agência = €900
  • Apartamento amplo com proprietário = €910
Para alugar quarto em um apartamento compartilhado, eu planejaria um valor de 500~600 euros por mês. Para morar a dois sem ser tão longe das áreas mais centrais, consideraria 400 a 500 para cada um.

Quanto custa morar em Berlim - Hospedagem
A sala-cozinha do meu apartamento atual


Alimentação

Eu cozinho muito em casa, por isso meus gastos com alimentação são quase todos referentes a compras de supermercado. Saio para comer uma, no máximo duas vezes por semana. Quando saio, costumo gastar cerca de 6 a 9 euros por refeição. Tem restaurantes bem baratinhos que chegam a vender pratos gostosos na faixa dos 4~5 euros, mas a maioria sai de 6~9. Claro que estamos falando de comida, então sempre há os dois extremos: você também pode pagar facilmente 20 euros numa refeição se quiser.

No supermercado, que inclui feira, costumo gastar cerca de 100 euros por mês só para mim. Nunca fica muito acima nem muito abaixo disso. E olha que como muito bem, não só em quantidade como em qualidade. Aqui em Berlim é bem comum você consumir alimentos orgânicos, por exemplo, por preços quase idênticos aos preços dos não orgânicos. Também costumo comprar dumplings congelados (bolinho chinês), algas para sushi, muitos energéticos, sorvetes e outros produtos que não são dos mais baratos. Então pode acreditar que os 100zão já incluem certos excessos.

Deixa eu dar alguns exemplos reais para você ter uma ideia melhor dos preços médios de produtos em Berlim:

Comida

Pão de fatia simples (pacote) = €0,59
Pão de fatia com grãos (pacote) = €1,20
Batata/cenoura/cebola/banana (1 kg) = €1
Feijão (1 kg) = €2,40
Macarrão (500 g) = €0,75
Grão de bico (500 g) = €1,80
Castanha de caju ou amêndoas (200 g) = €2
Batata frita Lay's - tipo Ruffles (175 g) = €1
Barra de chocolate (125 g) = €1,20

Bebida

Leite de soja/aveia/arroz (1 L) = €1
Água (1,5 L) = €0,19
Energético (500 ml) = €1
Cerveja barata (500 ml) = €0,29
Cerveja boa (500 ml) = €1
Suco de caixinha orgânico (1 L) = €1,39

Higiene

Desodorante = €1,5
Papel higiênico (8 rolos) = €2,50
Shampoo = €2


Resumo da alimentação em Berlim:
  • Supermercado + feira = €100
  • Restaurantes = €6~9 por refeição, 20~40 por mês pra mim
Aqui em Berlim supermercados como Lidl, Aldi e Penny vendem produtos muito baratos. Principalmente se você se vira bem na cozinha, dá pra economizar muito com comida aqui.

Quanto custa morar em Berlim - Alimentação
Algo que amo em Berlim é encontrar restaurantes tailandeses, vietnamitas e chineses por todos os lados

Observação: Berlim para veganos

"Fucking paradise", como disse minha esposa uma vez.

Em Floripa as pessoas me perguntavam "VÊ O QUÊ?". Na cidade inteira tinha no máximo uns 5 lugares com boas opções veganas para comer. Entre os meus amigos, rolava preconceito por eu não comer produtos derivados de animais. Aqui é bem diferente. As pessoas têm familiaridade com o que a palavra vegano significa, sabem diferenciar de vegetariano e, principalmente, há muitos veganos e vegetarianos aqui. Isso faz com que as opções de lugares para comer comida assim sejam muitas. Mesmo lugares que não são 100% veganos costumam ter pratos veganos. Alguns marcam no cardápio quais são os pratos veganos (e quais são sem lactose, sem glúten, etc.). Muitos restaurantes também marcam cada prato com letrinhas que representam ingredientes que aquele prato tem (soja, peixe, leite, ovo, nozes, etc.). Isso é voltado principalmente para quem tem alergia, mas para quem não come derivados de animais é excelente também!

E não é só nos restaurantes. Nos supermercados você encontra sem tanto esforço (em supermercados normais), produtos como queijo, presunto, salsicha, hambúrguer, sorvete, picolé e até fake frango, tudo vegano. Aqui a certificação de produtos veganos é levada a sério e muitos produtos vem com uma etiqueta indicando bem claramente se ele é vegano ou vegetariano. Não estive em todos os lugares do mundo para poder afirmar com toda a certeza, mas pelos relatos que vejo de outros, Berlim parece ser a melhor cidade do planeta para veganos se alimentarem! :)

Berlim para veganos
Encontrar queijo vegano fácil e sem ser tão caro é <3

Transporte

O transporte público em Berlim funciona muito bem. Metrô, ônibus e trams (trem de superfície) são integrados, o que significa que comprando uma passagem você pode usar qualquer uma dessas coisas.

Os preços são todos tabelados, então para facilitar:

  • Passe simples = €2,80
  • Pacote com 4 passes simples = €9
  • Passe para trajeto curto = €1,70
  • Passe para um dia (ilimitado) = €7
  • Passe mensal (ilimitado) = €81

Eu pouco pego o transporte público, já que Berlim é coberta de ciclovias que funcionam. Não só a cidade é bastante plana, o que ajuda nas pedaladas, mas as ciclovias são integradas, estão em ótimo estado e todos, incluindo pedestres, motoristas e outros ciclistas, respeitam os ciclistas. Bom, quase todos, sempre aparecem uns babacas. A ciclovia é de graça, claro, mas uma bicicleta nova aqui custa os olhos da cara: uma comum sairia ao menos uns 250 euros. A minha usada em um estado decente custou 50 euros, mas estimo que entre consertos e acessórios já gastei mais uns 50 com ela. A patroa comprou uma bicicleta usada por 40 e outra por 60. Dá pra achar umas assim baratinhas, mas claro que nunca vêm perfeitas e costumam dar prejuízo na manutenção.

Quanto custa morar em Berlim - Transporte
Minha vermelhinha vai comigo pra onde quer que eu vá

Outra opção de transporte muito incrível aqui são os carros e motos compartilhados. As empresas espalham esses veículos pela cidade e você, tendo um cadastro com eles, basta chegar ao lado de um dos veículos, pagar/desbloquear o aluguel pelo aplicativo e feito: a porta abre ou a moto dá a partida. Fácil assim. E o melhor: é tudo barato. Um trajeto de até 30 minutos de scooter, sendo que você não precisa se preocupar em reabastecer ou em deixar ela em um lugar específico, custa meros 3 euros. Ou seja, ir dirigindo com a liberdade de fazer seu próprio trajeto sai praticamente o mesmo que o metrô. E mais: as scooters são elétricas então você ainda diminui o seu impacto ambiental. Há um serviço idêntico para carros que costuma sair por cerca de 10 euros por hora, sendo que os gastos com estacionamento e combustível já estão inclusos! Vale muito a pena e infelizmente não uso esse serviço por falta de carteira de motorista válida na Europa.

Motinho compartilhada. Foto: divulgação COUP.


Resumo do transporte em Berlim:
  • Comprar uma bike usada barata = ~€60
  • Usar transporte público uma vez = €2,90
  • Usar transporte público o mês inteiro = €81
Eu pessoalmente gastei apenas de 10 a 20 euros por mês com transporte público.


Bebidas

Bebida aqui é muito barato. Muito mesmo. Em quase qualquer supermercado dá pra encontrar cervejas baratas por 39 ou até 29 centavos a garrafa de 500 ml! Aí você pergunta: mas presta? Presta. Pra mim presta. Sinceramente acho até mais gostosas que Skol, Brahma ou qualquer outra cerveja aguada dessas feitas de milho transgênico. Inclusive, as cervejas alemãs precisam passar por um controle de qualidade que não permite esse tipo de anormalidade.

O preço é um problema, já que dá pra ficar bem bebum com 2 ou 3 euros. Se você quiser tomar cervejas boas (e boas digo muito boas mesmo: artesanais, de trigo, belgas, tchecas e etc.) vai pagar cerca de 90 centavos a 1,10 por garrafa de 500 ml. Mesmo bebendo breja boa, sai barato.

Em supermercados há vinhos de um euro pra cima. Eu costumo comprar um orgânico de €2,50 que é bem delícia. Por 6~7 euros já é possível comprar vinhos que no Brasil eu imagino que se equivaleriam a 70~80 reais. Sabe aqueles barris de cerveja pequenos que de vez em nunca seu amigo cervejeiro leva pras festinhas? Um barrilzinho desses de 5 L sai coisa de 5 euros para cervejas mais baratas, 10 euros o da Heineken.

Beber fora sai mais caro. Barzinhos baratos vendem cerveja e chopes a cerca de 2~2,50 cada garrafa ou copo. Nos barzinhos normais fica em torno de 3~3,50. Um drink custa de 5 a 10 euros.


Resumo de bebidas em Berlim:
  • Beber até cair em casa = €3 (29 centavos por breja)
  • Tomar umazinha no bar = €3

Meus gastos pessoais com bebida alcoólica têm saído cerca de 15~20 euros por mês. Considerando que eu tomo as cervas mais baratas em casa e quase nunca vou no bar, dá pra ter uma ideia de quanto eu andei bebendo. Até por isso acumulei uma pancinha pela primeira vez na vida e depois decidi cortar o álcool por um mês.

Custo de vida em Berlim - Bebidas
Quando tinha recém-chegado comecei a experimentar uma pá de cervas diferentes


Entretenimento

Eu sou do tipo que gosta de atrações gratuitas. Vou a pouquíssimos eventos pagos. De qualquer forma, vai abaixo os preços de algumas coisas que fiz.

  • Gorjetas naqueles 'Free' Walking Tours = €5
  • Jogo do Hertha Berlim (Campeonato Alemão) = €18
  • Subida na famosa Torre de TV = €13
  • Espetáculo de dança = €20
  • Tour de barco pela cidade = €12,50

Abaixo um vídeo com imagens que fiz no passeio de barco. Bem bacana ver Berlim por esse ângulo :)



Quanto custa morar em Berlim - média por mês

Hospedagem = €450
Alimentação = €130
Transporte = €20
Bebida = €20
Entretenimento = €20
Outros = €50

Quanto custa morar em Berlim por mês = €690

É caro? De novo, convertendo pra real fica bem carinho. Mas morando aqui, todos esses gastos, que incluem uma moradia bem confortável e comida/bebida liberada o mês inteiro, dá cerca de 46% do salário mínimo alemão. Comparando, é como se alguém fizesse uma análise igual a essa para morar em São Paulo e o gasto mensal médio fosse de apenas 431 reais.

Eu gastava de 1.000 a 1.700 reais por mês para viver em Floripa, com dois poréns: 1) eu morava de favor, então pagava contas e meus custos, mas não aluguel, o que aumentaria ainda mais o meu custo mensal; 2) Florianópolis ainda é uma cidade relativamente barata, então os custos certamente seriam maiores caso eu morasse em São Paulo ou no Rio.

Ou seja, meus custos em Floripa representavam de 110% a 180% do salário mínimo brasileiro.

Em outras palavras, o quanto custa morar em Berlim nem se compara ao custo de vida nas cidades grandes do Brasil levando em consideração a renda mínima e média dos cidadãos destes países. Aliás, fiz um vídeo examinando com detalhes essa diferença. Assista abaixo:





Interessado em ir para Berlim? Então acompanhe um pouco dos vídeos que gravei por lá! É só acessar a playlist no YouTube clicando aqui. ;)

Ah, e qualquer dúvida que você tiver sobre o custo de vida em Berlim ou sobre a cidade em geral, me avisa nos comentários! Muito obrigado por ler até aqui! ;)


0 comentários:

Postar um comentário

Seu feedback é muito importante pra mim! Me diz aí o que você achou :))

2Bits. Tecnologia do Blogger.