Como ler mais livros: técnica 12 em 12 (e os livros que li)

8 comments

Ler é bom. Ler é bom pra caralho.

Isso que um broder leitor do blog escreveu pra mim quando explicou que o doisbits reacendeu seu gosto pela leitura. E de fato ler é bom demais, mas nós nos desacostumamos a ler.

Hoje em dia gostamos de informações picadas, rasas e curtas. Sejam os 140 caracteres do Twitter, seja a rolagem infinita da linha do tempo no Facebook, o fato é que pra muita gente, se interessar por algum assunto ao ponto de parar e ler extensivamente sobre, é difícil. O "textão no Facebook" virou piada nas redes sociais, como se discutir um tema de forma mais aprofundada fosse algo errado ou patético. Desvirtuamos nossa mente: se toma mais de 3 minutos ou se tem mais de umas 10 linhas, já não lemos.

Claro que isso não é o padrão, muita gente continua lendo pra caramba porque gosta. Mas como sociedade, estamos caminhando rumo à superficialidade. Lemos manchetes e não reportagens.

Falo tudo isso porque faço parte dessa massa. A velocidade das informações na internet e o multitasking é tanto que minha mente já sente um pouco de dificuldade em focar em alguma coisa por muito tempo. Procrastinar, salvando textos nos favoritos pra ler depois e nunca ler. Quem nunca?

Pra enfrentar esse problema de como ler mais livros, no começo do ano resolvi criar um objetivo. Metas nos motivam a alcançá-las e são referências claras que podemos usar pra saber se estamos indo bem ou mal em alguma coisa. 12 livros em 12 meses. Nem tão pouco, nem tanto assim. Um livro a cada 30 dias, uma boa média. Foi o objetivo que defini para 2015.

Julho se foi praticamente na mesma hora em que terminei o meu sexto livro. 6º no mês 7, tô um mês atrasado. Mas ainda dá de recuperar até o fim do ano. Vou listar e comentar um pouco sobre os 6 livros que já terminei. Se o pessoal curtir, no fim do ano faço outro post parecido, com os outros 6 livros que espero ler até o final de dezembro.


JANEIRO
Cem Dias Entre Céu e Mar
Amyr Klink

História absolutamente incrível. Esse maluco desse Amyr Klink saiu da costa africana com o objetivo de atravessar o Oceano Atlântico e chegar no Brasil, A REMO. NOS ANOS 80. Não, para tudo. Olha o barquinho que o cara usou.


Como ler mais livros
Ele dormia naquela cabinezinha minúscula mesmo

No começo do livro eu tinha a clara impressão de que o barco era maior, mais confortável. Quando vi essa foto fiquei de cara. Foi aí que comecei a entender de verdade o que deve ter sido a experiência que o Amyr viveu.

Os relatos dele são incríveis: logo na saída da costa quase se ferrou e teve um acidente, chegou a capotar em alto mar e conviveu com uma baleia coçando as costas no casco do seu barco Paraty. Mas o melhor são as reflexões que ele faz, afinal, 100 dias sozinho, no meio do oceano e sem ver terra firme, é tempo pra burro pra pensar, né! Meu momento favorito é quando ele chega no Brasil, depois de uma travessia bem louca, cansativa física e emocionalmente, atraca na praia e resolve não sair do barco. De alguma forma não queria acabar com aquela experiência. O objetivo estava cumprido e tudo que ele tinha era paz interior, só queria curtir o momento.

Como ler mais livros
Diziam que ele era louco, mas foi lá, quebrou limites e fez a travessia

Como alguns me recomendaram pelo twitter, outro livro do cara, Paratii: Entre Dois Pólos, já tá na minha lista de leitura. Não satisfeito com a travessia do Atlântico, o cara resolveu ficar 22 meses a bordo pra cruzar o planeta, do Pólo Sul ao Pólo Norte. Deve ser foda também.

O Cem Dias Entre Céu e Mar é imperdível. Se você já acompanha o doisbits e curte as reflexões que rolam por aqui, tenho CERTEZA que você vai adorar o livro. Vai por mim.


FEVEREIRO
Peru - Muito Além das Montanhas
Rogério Meyer Dal Grande

Esse livro é especial pra mim pois foi escrito pelo pai de um grande amigo. O cara é gente finíssima e narra no livro as experiências que teve indo pro Peru para ajudar uma família a construir sua moradia.

Como ler mais livros


É um livro de várias facetas. Fala sobre viagens de forma geral, já que o cara conta o que viu e encontrou pelo caminho, além de colocar à nossa disposição umas fotos bem bacanas dos locais visitados. Tem uma pegada bem espiritual também. O autor é espírita e conta o que sentiu e vivenciou nas montanhas do Peru, um lugar sagrado e berço da civilização Inca. Não sou espírita nem acredito em nada, mas é muito legal ler os relatos de uma religião diferente da que estamos acostumados a conviver diariamente.

Por último, o livro é uma demonstração do bem de forma geral. O Rogério se dispõe a passar semanas lá no Peru ajudando com o projeto de construção da casa de uma família peruana, de forma 100% voluntária. Acolhe a família nos braços pra tentar colocá-los numa situação melhor de vida. Uma história bastante bonita, emocionante por vezes e de onde podemos tirar várias lições e reflexões. Leitura diferente, recomendo.


MARÇO
279 Days to Overnight Success
Chris Guillebeau

Esse cara aparentemente teve sucesso nos seus empreendimentos online. Não conheço o trabalho dele nem o que ele fez de bom na internet, mas o livro foi muito elogiado por algumas pessoas e acabei baixando. Como sou muito internético e curto histórias de gente que saiu do comum e do trabalho no escritório pra ganhar a vida por conta própria, comi o livro em pouco tempo e aprendi bastante. Não é um livro livro, vai. É um e-book pequeno. Mas o conteúdo é bom.

Como ler mais livros
Toca bastante em não aceitar o convencional, em não sermos conformistas

O cara conta a história dele: saiu de 4 anos de voluntariado na África pra conseguir viver do seu blog/site em 279 dias. Sabia pouquíssimo sobre o que fazer e como fazer, tinha zero de background na área. Mas conseguiu.

"A nostalgia não é mais como antigamente", "Ser otimista não vai dar certo". Lembra desses posts aqui do blog? Os títulos tem o mesmo tipo de sarcasmo que o título do livro desse cara. Percebe bem. É claro que não existe sucesso do dia pra noite (overnight success) e ele deixa ainda mais claro no livro. Mas explica como é possível em pouco tempo - no caso dele, 279 dias.

É um e-book bem bacana que de repente pode te dar alguns insights pra começar alguma coisa online. Pra conseguir o seu sucesso, o cara quebrou alguns paradigmas amplamente aceitos no mundo virtual, como entupir seu site de propagandas e viver de renda do AdSense. Você pode baixar o livro gratuitamente aqui.


ABRIL
O Último Reino
Bernard Cornwell

Uma história fabulosa. "Ficção histórica", já ouviu falar? O autor pega personagens históricos e acontecimentos que ocorreram de verdade e cria nesse universo uma história fictícia, com um personagem fictício. Se passa na Inglaterra por volta dos anos 870, época em que os nórdicos estavam com tudo e tomando as terras inglesas.

O personagem principal é Uhtred, um inglês que é capturado pelos dinamarqueses quando ainda era jovem e cresce com eles. Ele acaba reconhecendo Ragnar como um pai - o cara que o capturou e matou seu pai de sangue. Uhtred fica sempre num dilema entre sua origem inglesa e sua vida dinamarquesa, depois de ser capturado. Sou inglês ou dinamarquês? E no final ainda acaba trocando de lado mais uma vez, trabalhando para o rei inglês Alfredo e lutando contra os dinamarqueses, com quem foi criado.

"O Último Reino" é o primeiro livro de 8 publicados que compõe as "Crônicas Saxônicas". Não há previsão de fim da série, o autor não definiu quantos livros terá. Me arrependi de não ter ido direto para o segundo livro da série depois de ler o primeiro - é mais legal ler em sequência enquanto todos os detalhes da história estão frescos na cabeça.

Como ler mais livros
As capas dos livros formam um desenho, olha aqui

É de um detalhamento incrível, às vezes você se sente dentro das batalhas. O derramamento de sangue rola solto. Arrisco a dizer que é a próxima grande série do gênero, depois de Game of Thrones e Vikings (inclusive passa em período histórico quase igual e tem diversos personagens que também fazem parte de Vikings). A BBC já anunciou a produção da série e até soltou uns trailers. Se não fizerem besteira, é coisa pra bombar mesmo, porque a trama, além de ser excelente, tem reviravoltas e paradas inesperadas que a galera tá curtindo demais hoje em dia. Recomendo fortemente.


MAIO
A Startup Enxuta
Eric Ries

Meu background é business. Sou formado em administração e economia. Hoje já não sou tão fascinado pelo mundo empresarial, por negócios de sucesso e tal. Mas na época de faculdade era muito. Curtia ler histórias de empreendedores que fizeram grandes empreendimentos darem certo, lia livros de negócios e a biografia do Steve Jobs era - e ainda é - um dos meus livros favoritos. Naquela época, tinha "A Startup Enxuta" no topo das minhas prioridades de leitura, mas acabei lendo só agora.

O Eric Ries aborda a criação de empresas de uma forma diferente. Quebra com o que normalmente se acredita que é o certo, ou o comum, a se fazer na hora de crescer uma empresa dessas, e propõe uma nova abordagem que ele mesmo criou. Seu modelo é baseado em conceitos como a Aprendizagem Validada e o ciclo Construir-Medir-Aprender.

Novo modelo da Startup Enxuta: não dá pra esperar resultados diferentes fazendo sempre as mesmas coisas

Vou ser sincero: se você não tem muito interesse pelo tema, não perca seu tempo. A leitura tem termos técnicos, jargões e às vezes fica bem maçante. Mas pra quem curte o universo empresarial é uma excelente pedida.


JUNHO
A Bola Não Entra Por Acaso
Ferran Soriano

Mais um livro de negócios. Mas esse é bem diferente porque foi todo baseado nas experiências do autor com gestão de clubes de futebol. O Ferran Soriano é ex-vice-presidente do Barcelona e atual CEO do Manchester City, clube ricaço no momento devido à injeção de dinheiro árabe.

O cara fala sobre negociação, por exemplo, e cita as conversas que teve com o irmão e agente do Ronaldinho Gaúcho para a renovação do seu contrato. Fala como o timing nas contratações é essencial - os 30 milhões que o Real Madrid pagou pelo zagueiro Pepe inflaram o preço que o Barcelona teve que pagar pelo zagueiro Milito. Cita um momento histórico em que o Barcelona estava ficando mais como um clube de segundo escalão, "descolando" de Real Madrid e Manchester United, e o que foi feito para transformar o clube catalão na potência que é hoje.

Ferran Soriano - A Bola Não Entra Por Acaso


Pra quem gosta de futebol, mesmo que não goste de gestão, é um prato cheio. O livro é repleto de histórias de bastidores e de detalhes do esporte que a gente, que vê tudo de fora, não conhece e não tem nem ideia.


OS PRÓXIMOS

"O Cavaleiro da Morte", segundo livro das Crônicas Saxônicas, já está preparado no meu Kindle. Depois dele, quero ler a biografia do Zlatan Ibrahimovic, um dos meus jogadores de futebol favoritos (e provavelmente o mais polêmico). Quando der, vou arranjar também o Paratii: Entre Dois Pólos, do Amyr Clink. Até o fim do ano, espero ler mais 6 livros. 6 em 5 meses, dá pra fazer sem tanto esforço assim.

Ler é igual correr: o mais difícil é começar. Depois, principalmente se o livro for bom, você não quer é parar.

Ah, e o problema de como ler mais livros tem sido solucionado com a meta "12 em 12". Tô atrasado mas sempre motivado a continuar lendo. Se você tem tido dificuldades pra pegar um livro na mão ou ligar seu e-reader, confio que criando um objetivo realista de leitura as páginas voltarão a passar na sua frente!


Esse post é um pouco diferente de todos os outros aqui do blog. Até hoje, tinha escrito sempre questões mais reflexivas, divagações filosóficas até, mas nunca tinha falado sobre outras coisas ou contado histórias. Este post é um teste. Se a galera não gostar, vou tentar evitar pro futuro. Se o pessoal curtir, nada me impede de fazer outros semelhantes com séries, filmes, contando histórias e tal. Por isso é importante pra cacete que você me diga nos comentários o que achou. Só assim consigo fazer um blog que é legal pra mim e ao mesmo tempo bom pra você. Dá uma força aí! E comenta também se você conhece alguma outra técnica de como ler mais livros! ;)

8 comentários:

  1. Muito bom! Vou ler alguns desses títulos com certeza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Murillo! Agradeço pelo comentário! ;))

      Excluir
  2. Melhor parte: "Ler é igual correr: o mais difícil é começar. Depois, principalmente se o livro for bom, você não quer é parar." Concordo plenamente! Também faço essas metas anuais de leitura, facilita bastante. Eu pretendia ler 15 livros esse ano,mas já estou no décimo sexto (me empolguei) haha as férias ajudaram. Recomendo a todos participarem do desafio. Super válido! Parabéns pelo texto excelente e por promover a leitura também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA Se empolgou pra caramba! Queria eu conseguir ler tanto assim! ;))

      Muito obrigado pelo elogio e pela participação. =D

      Excluir
  3. Excelente meta, é um bom prazo, 30 dias para um livro, dentre tantos afazeres e a correria do dia a dia, sempre sobra um espacinho no metrô em que dá pra puxar um livro e ler nem que seja por 15 minutos. Na minha adolescência eu fui um leitor voraz, chegava no cúmulo de ler três livros "ao mesmo tempo" ia pra escola de ônibus lendo um, continuava no intervalo, lia na hora do almoço outro, e no fim do dia voltava de ônibus lendo o terceiro livro, claro que isso não é algo muito comum, nem eficiente, tanto é que parei com isso. Infelizmente com a evolução do celular, e com esse multitask eu fui deixando aos poucos os livros e me dedicando a outras coisas, como jogos, filmes, séries... Nunca abandonei de fato a leitura, mas infelizmente minha média anual despencou drasticamente, e isso não é algo que me deixa orgulhoso, nem de perto. Até que em Março de 2014 eu comprei um Kobo pra mim, sempre fui relutante com leitores digitais, mas depois que tive um nas mãos, consegui reaver a minha média de leitura, e o melhor, a qualidade de leitura melhorou muito mais, afinal, com um leitor digital é possível obter um livro novo em questão de segundos... Conheci a literatura Irlandesa, Oriental, e estou expandindo meus horizontes com meu pequeno kobo.
    O bom é que com isso, consegui fazer com que minha irmã que não tem o hábito de ler, passar a ler com o kobo dela e ter prazer nessa leitura.

    Minha média de leitura antes do kobo era de 3 a 4 livros por ano, coisa triste. Mas depois passou a ser de 10 a 15 por ano, e só não é maior, porque tenho que ler outros livros pra faculdade, caso contrário essa média cresceria ainda mais...
    Excelente post, vou organizar os meus próximos livros a serem lidos e volto aqui pra postar. Desculpe os erros, comentei aqui correndo, estou atrasado. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, minha experiência foi bem parecida com a sua. Depois que comprei o Kindle, achei que ler ficou mais fácil. Muita gente fica relutante pois a relação do leitor com o livro físico é algo um pouco íntimo. As pessoas gostam da capa, de pegar na mão, de trocar de página, tem gente que gosta de fazer anotações e tal. Mas pra mim a perda disso tudo não se compara aos benefícios de um e-reader. Até planejo tocar nesse assunto num post futuro. Vida longa ao seu Kobo!

      E pô, adorei seu comentário, de verdade. Muito obrigado pela participação. Espero que curta os outros textos do blog também! ;)

      Excluir
  4. WOW! Ótimas dicas! Eu gosto muito de ler, porém fiquei limitada a leituras sobre administração (concluí meu curso a um mês). O último que li foi A Cidade do Sol de Kalhed Housseni (autor de O Caçador de Pipas) e fiz uma resenha dele no meu blog [http://bwolfcorp.blogspot.com.br/]. Ler, além de fazer com que escrevamos melhor, nos faz falar melhor, pensar melhor e conhecer outras culturas. Espero ver seus próximos seis livros e pretendo ler alguns desses que você indicou!

    Flw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Ler, além de fazer com que escrevamos melhor, nos faz falar melhor, pensar melhor e conhecer outras culturas." Na mosca. Essa frase faltou no meu texto, mas é perfeita, concordo 100%.

      Dei uma passada lá no seu blog e me interessei pelo A Cidade do Sol. Já li O Caçador de Pipas e adorei, então talvez goste desse também. Ah, e sou vegetariano também. Mais pro futuro pretendo fazer um post parecido com o seu, falando sobre o assunto e explicando o porquê.

      Muito obrigado por comentar, sabes como feedback é importante pra um blogueiro! ;))

      Excluir

Seu feedback é muito importante pra mim! Me diz aí o que você achou :))

2Bits. Tecnologia do Blogger.